Saiba como funciona e como fazer investimentos

Resultado de imagem para investimentos

Saiba como funciona e como fazer investimentos

Um fundo de investimento é um instrumento de poupança coletivo composto por um conjunto de participantes, pessoas físicas, empresas, que investem parte de seu capital em um veículo de investimento, gerido por uma entidade gestora, com o fim de obter uma rentabilidade econômica, mantendo a segurança e a liquidez de seu capital.

Como funcionam os fundos de investimento?
Em geral, o capital dos fundos de investimento é gerenciado por gestoras que bem podem ser independentes estar dentro de instituições financeiras tradicionais.
Com a responsabilidade de investir bem o dinheiro, essas instituições se encarregam de procurar por produtos financeiros nos mercados de valores mobiliários:

Acções e valores mobiliários com cotação.
Moeda: a moeda local e estrangeira.
Dívida pública dívida de empresas.
Matérias-primas.
inclusive de outros fundos de investimento.
Para investir em fundos de investimento, uma pessoa deve adquirir uma parte do fundo em questão, que recebe o nome de participação. O valor de participação é calculado dividindo o valor patrimonial do fundo, entre o número de ações em circulação, com o que podem participar várias participações até frações destas. Este valor muda diariamente, de acordo com a rentabilidade do fundo e outros fatores do mercado.

Imagem relacionada

O dinheiro que se investe no fundo é adicionado e investiu no catálogo de produtos, normalmente, vários, de acordo com o critério e a política de investimento escolhida pela entidade gestora.
Muitas vezes, essas gestoras oferecem diversos fundos de investimento para escolher, variando o tipo de activos em que investem e, com isso, o índice de rentabilidade/risco, para captar diferentes perfis de poupadores e investidores.
O total dos ativos que tem o fundo de investimento é conhecido como patrimônio do fundo.
Cada uma das partes representa uma parte da carteira e está diversificada do mesmo modo que a carteira em si. Por exemplo, se o fundo investe a 33% em três produtos financeiros diferentes, cada participação do fundo é dividido entre esses três produtos de forma proporcional.

A rentabilidade dos fundos é calculada com base nos rendimentos dos activos em que investem durante um determinado período. O prazo de um fundo de investimento não costuma estar limitado, com prazo de vencimento, salvo, por exemplo, os fundos garantidos e alguns casos em que o fundo assim o indicar.
Em geral, os fundos não garantem uma rentabilidade, salvo os garantidas que costuma ser muito baixa, porque o seu valor depende da classificação de seus ativos em cada momento. É importante escolher corretamente os diferentes fundos, a fim de minimizar os riscos de classificação que possam ter, dentro do prazo que nos propusemos de investimento. Por isso, é importante acompanhar a evolução dos fundos de investimento ao longo do tempo, escolher os papéis certos confiar no seu consultor financeiro, independente, de confiança para acertar no seu investimento. Além de se ter a melhor estratégia para cada tipo de investimento. Se no seu caso optar pelas binária, acesse agora mesmo estrategia para opções binarias para encontrar a melhor.

O que há vantagens em relação a outros produtos de investimento?
Os fundos de investimento, como instrumento de poupança, permitem um investimento diversificada. Investindo em diferentes produtos e instrumentos financeiros, com maior menor percentual, controla e reduz o risco de forma notável, maximizando a segurança do investimento e também as opções de obter um desempenho positivo.
O investimento em fundos é muito flexível, permitindo investir do mesmo modo quantidades muito pequenas, muito grandes. Além disso, é fácil aceder a comprar participações, como a vendê-las.
Dado que a sua gestão depende de uma equipe profissional e, em muitos casos especializado, com um alto conhecimento dos mercados de valores mobiliários, os fundos de investimento permitem aos poupadores investir o seu capital, sem ter que dispor de conhecimentos sobre o mercado de valores mobiliários e o funcionamento das ações ou outros produtos financeiros. Através de um custo muito pequeno, um gerenciador cuidará de rentabilizar o seu dinheiro.

Resultado de imagem para investimentos

A tributação dos fundos é um dos pontos mais favoráveis para optar por este tipo de investimento. Todas as mais-valias geradas no fundo, não se alimentam até que não reembolsamos, isto é, tornamo-nos o valor de nossas participações em dinheiro líquido em nossa conta. As mais-valias geradas em um fundo de investimento, quando é reembolsado, são tratadas a nível fiscal como ganhos patrimoniais. Além disso, quando perdas são tratadas como perdas patrimoniais. A Cada ano, o tratamento fiscal das receitas patrimoniais vai experimentando pequenas alterações, em relação ao percentual de tributação das mais-valias e ao montante do lucro gerado que, nestes últimos anos, tem sido mais favorável. Comum a todos eles é que sempre, enquanto não faça o pedido de restituição, está isento de tributação. Mesmo se permite transferir investimentos entre fundos que incluem mais-valias, sem pagar impostos por eles. Só ao dar ordem de venda, o fundo de investimento, para que o reembolso em sua conta corrente, gera a mais-valia, sobre a qual se pagará o imposto.

Investir em fundos de investimento permite também que muitos poupadores acesso a produtos financeiros de difícil acesso, exclusivos, de maior rentabilidade, mesmo em mercados internacionais, que de outro modo estariam fora de seu alcance, seja por conhecimento pelo capital mínimo.
Os fundos de investimento são o veículo de acesso a esses mercados, pois são instrumentos de alta versatilidade e combinam o capital de muitos investidores para aspirar a um nível aceitável de risco em troca de um maior potencial de alta rentabilidade, e a um custo inferior.
No caso de entidades independentes, a gestão é transparente, de modo que cada cliente recebe informação atualizada e resumos esporádicos da atividade de seus fundos.

Por último, em Portugal, os fundos de investimento são instrumentos financeiros regulamentados por lei e controla a sua atuação através de instituições como a Comissão Nacional do Mercado de Valores mobiliários, que não permite que os fundos de investimento – as entidades gestoras – gerir com profissionalismo o dinheiro de seus investidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *